sábado, 26 de março de 2016

Sustentabilidade




Sustentabilidade
(Gleidson Melo)

Final de tarde, mais um momento de reflexão. Vidas se cruzam, tantas vezes sem sentido e orientadas no caminho da destruição. A fumaça dos carros sobre o asfalto deixa tudo cinza e o ar pesado com gases tóxicos e nocivos. Entre arranha-céus, pássaros sobrevivem em antenas e o homem resiste entre os imponentes edifícios.

As próximas gerações vivenciarão o futuro certo do legado do caos. Os sobreviventes pedirão socorro por um planeta sustentável, enquanto os seus gritos ecoarão nos quatro cantos do mundo. Despercebida através dos tempos, a vida vai se consumindo até chegar ao seu limite da exaustão.

Sustentabilidade é a palavra-chave para quem é consciente. Neste instante, busque um ponto de equilíbrio e avalie as suas atitudes, pois, ações simples poderão fazer a diferença.

Tudo deve funcionar como os elos fortes de uma corrente do bem e deverá ser sustentado quando estivermos unidos por um objetivo comum, o de salvar o planeta da devastação.

Disponível no site Enseada dos Pensamentos

domingo, 13 de março de 2016

Capitu




Capitu
(Gleidson Melo)


Ainda moço na varanda
De pernas bambas andei
Os tijolos que pisei
De um lado para outro passei
Vozes repetidas surgiram
Os segredos revelei

Viajando em pensamentos
Coqueiro velho murmurou
Não é pelo namoro nos cantos
Gente da mesma idade
Capitu se apaixonou

Eu amava Capitu?
Nas travessuras de criança
Tudo era secreto
Nos tempos de confiança
Chamava-me de bonito
Nos sonhos de esperança

Nos sonhos de Capitu
Subíamos o Corcovado
Que coisa boa é ter sonhado
Gostoso doce de criança
Sonhava coisas do dia
Recordando a esperança

Segue os conselhos de um mestre
A descoberta do amor
Tudo feito com louvor
Vejo tudo com carinho
Oh menino! Coitadinho
Capitu e seu Bentinho
 

*Baseado no romance Dom Casmurro de Machado de Assis

Disponível no site Enseada dos Pensamentos


sexta-feira, 11 de março de 2016

Conectividade e Interatividade





Conectividade e Interatividade
(Gleidson Melo)

No entendimento de que a educação constitui um conjunto de ações que ocorrem em um ambiente de ensino-aprendizagem, no qual o valor maior é o conhecimento, tudo é permeado pela troca de saberes de forma mediadora e que possa contribuir para uma formação cidadã.

  Surge então, com o novo cenário tecnológico, a Educação a Distância (EAD), favorecida pelo acesso às novas tecnologias, adventos, principalmente da informática e do acesso à internet. Assim, o aperfeiçoamento de novas metodologias inova o processo de construção do conhecimento. Desta forma, torna-se clara a quebra de mais um paradigma da educação, onde o limite de abrangência que se pretende atingir com essa nova modalidade de ensino, vai depender do grau de conhecimento que se pretende atingir e do desejo e da satisfação de aprender. Tudo isso, mediado de forma dinâmica e com autonomia. Na EAD, a distância e a adaptação às metodologias criativas e inovadoras são os fatores que se devem levar em consideração no processo de construção do conhecimento.

   Os pontos comuns a serem considerados entre EAD e educação presencial residem no desejo de aprender e de mediar o conhecimento através da interação entre professor-aluno, aluno-professor e com a turma de formação.

    Através da conectividade e interatividade é possível unir pessoas e buscar formas inovadoras na busca de soluções e construção do conhecimento. Estar distante não pode significar estar alheio ao processo de formação e aprendizagem. É necessária a participação de todos, que buscam na Educação a Distância (EAD) uma alternativa inovadora e promissora.

    Certamente, a distância física não impede a aproximação e a troca de conhecimento. A aprendizagem pode ocorrer de forma positiva e com pressupostos metodológicos capazes de aproximar pessoas e consolidar conhecimentos. Assim, a construção da cidadania no processo de ensino-aprendizagem deve acontecer de forma dinâmica e contínua, abrangendo todas as modalidades de ensino. 

Já é uma realidade que essa formatação de conhecimento venha conquistando cada vez mais espaço - nas mais variadas áreas do conhecimento - e ganhando destaque e avançando cada vez mais nos graus de formação, no Brasil e no mundo. Isso se deve ao fato da evolução tecnológica e pela oportunidade do acesso e uso das novas tecnologias utilizadas na Educação a Distância (EAD). 

  Assim, a EAD pode exercer um papel essencial na apropriação do conhecimento, do saber e do fazer, de modo a garantir uma formação cidadã e digna, que mereça respeito e que seja de transformação, crescimento e inovação. 

     Todavia, possa contribuir para a abertura de novas oportunidades de aprendizagem e formação nas mais diversas áreas do conhecimento.

Certamente, ainda existe muita resistência quanto à aceitação dessa modalidade de ensino, tanto por parte de futuros alunos, quanto por questões sociais, econômicas e políticas, frutos da globalização e do capitalismo. No entanto, ainda há uma necessidade de que seja dada maior ênfase no processo de divulgação e da criação de novos recursos que possibilitem estimular as pessoas a darem maior crédito para os cursos a distância. Por exemplo, incluir na grade curricular dos cursos de formação (médio e superior) disciplinas em módulos EAD, necessárias ao processo de formação.

     O acesso orientado por um tutor (mediador do conhecimento) às mais variadas fontes, quase que inesgotáveis de conhecimento, pode contribuir e servir de estímulo aos alunos em seus Ambientes Virtuais de Aprendizagem, tais como, museus, bibliotecas públicas, e-livros, revistas científicas e muitas outras fontes fidedignas de informações e conhecimento

A popularização e a ampliação da internet para abertura de novas formas de comunicação, e as facilidades de aquisição e adaptação às novas tecnologias da informática e comunicações, têm contribuído consideravelmente para a evolução do ensino no Brasil e no mundo.

   A década de 90 tornou-se um marco inicial para que essas novas tecnologias incorporassem como ferramentas de pesquisas de excelência. Logo, a Educação a Distância (EAD) passou a ganhar força e destaque no Brasil. Com a aprovação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9.394/96) foi reconhecido o ensino à distância e foram aprimoradas metodologias específicas e a criação de diversos ambientes virtuais de aprendizagem.

   Novas fronteiras do conhecimento puderam surgir e tornar o ambiente virtual de aprendizagem um espaço cada vez mais democrático e consolidado aos preceitos de qualidade em educação. Tudo representado por inovações e desafios, frente às diversidades culturais e adversidades sociais, econômicas e políticas do país.

 Imagem: wix.com

Disponível no site Enseada dos Pensamentos