sábado, 27 de fevereiro de 2016

Vida Maria






Vida Maria
(Gleidson Melo)

                                                 

VIDA Maria. Diretor e Produtor Márcio Ramos. Distribuição VIACG Produção Digital. Ceará, 2006. Animação (9 min), 35mm., son., color.


O presente artigo trata de uma resenha do premiado filme VIDA MARIA.


O curta “Vida Maria”, dirigido e produzido por Márcio Ramos, traz para as telas uma animação digital 3D. O filme retrata, de forma muito sutil e em poucas palavras, uma história que se repete de geração para geração. As primeiras cenas remontam a rotina pacata e tranquila de uma pequena moradia no Sertão, talvez seja do Ceará, onde tudo se passa. Num horizonte envolto por cercas e montanhas, o céu parecia um infinito distante e trazia um ar de graças e paz. Traços de expressões de um olhar profundo e sereno de reflexão, traduzidos por uma mulher sofrida, em seu momento de lamento. Maria José, quando criança, por volta dos cinco anos de idade, em uma janela rabiscava repetidas vezes o seu nome no caderno que atravessava gerações. As folhas não eram consumidas com o tempo, em tentativas frustradas de alfabetização. Por imposições de sua mãe, abandonou as suas anotações ao vento e foi trabalhar. Lata d’água na cabeça e lá estava a menina, indo e vindo. E o tempo? Passava com as horas e com as batidas do pilão.

Numa progressão fantástica, o diretor do filme conduz o roteiro com uma riqueza em detalhes. Aos poucos, aquela menina vai crescendo e “reproduzindo” a história da mãe. Casou-se com Antônio e com ele, sete filhos passaram a fazer parte da família. Os meninos saíam com o pai para o trabalho no campo; ela, por sua vez, dedicava-se aos cuidados da casa, enquanto a sua única filha não nascia. Podiam-se ver roupas penduradas em um varal de arame farpado, castigadas pelo sol. Assim, Maria José foi envelhecendo e com o nascimento de Lurdes, tudo se repetia no final. Iniciava-se uma nova saga: a de uma menina que tentava ler e escrever.

O filme, indicado para todas as idades, vencedor do 3º Prêmio Ceará de Vídeo e de muitos outros, traz à tona, no momento em que a educação brasileira passa por grandes transformações, o analfabetismo feminino, que infelizmente ainda é uma realidade que está presente em lares de muitas Marias.

É esperado, pois, o grande momento no qual essas meninas possam conquistar o direito de construir a sua própria história. 

Disponível no Site Enseada dos Pensamentos


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte-me algo sobre a postagem