terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Trem do Pantanal







Trem do Pantanal
(Gleidson Melo)

Através da janela, tudo se transformava em emoção. Em cada lugarejo a felicidade estava sempre presente: os ipês coloridos pintavam a paisagem com harmonia e davam um tom nostálgico ao clima, próprio de quem sente saudades. 
O dia nublado e a chuva fina molhava o chão, enquanto o apito do trem, a fumaça e o cheiro do verde deixavam o ambiente com um fascínio de pura beleza.
         A canção dos meus dias embalava o coração e trazia consigo o desejo de viver intensamente e de agradecer a Deus por tudo. Num instante em que um verso solto riscava o papel, a minha vida passava nos trilhos e uma sensação de bem-estar pairava no ar.

Disponível no site Enseada dos Pensamentos
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte-me algo sobre a postagem