quinta-feira, 9 de junho de 2011

Mãe Natureza


Mãe Natureza
(Gleidson Melo)

Barulhos de motosserras e estalidos de fogueiras em brasas acordaram a mata para mais um dia de execução das árvores e dos animais. Pássaros bateram em retirada e rumo ao desconhecido, não há mais onde pousar: os últimos abrigos foram ao chão. Era uma vez um bosque das aves e de refúgio para outros bichos em processo de extinção.

O homem chegou com suas ferramentas e códigos: invadiu, queimou e destruiu a floresta. Desesperados em seus hábitats, animais no meio das chamas corriam perigo.

O céu cinza pela fumaça negra aquece um planeta frágil e em processo de degradação, momentos em que o mundo clamava por dias melhores e sustentáveis a favor da vida. Tenha boas ideias e preocupe-se com o meio ambiente. Assim, poderemos deixar um legado de consciência e cuidados com a “mãe natureza”.
 Disponível no site Enseada dos Pensamentos

terça-feira, 31 de maio de 2011

O Elo Fundamental da Natureza



O Elo Fundamental da Natureza
(Gleidson Melo)
Entre pássaros e carros eu vejo o entardecer. Um pôr-do-sol alaranjado e incrivelmente diferente, um dos mais belos que já vi, incandesceu.

Em meio a fios e postes, repousa a coruja-buraqueira e um ar de mistérios paira por sobre a cidade. Com toda a majestade e beleza, descansa a princesa das madrugadas. Beija-flores vêm me visitar e na janela deixo girassóis e flores coloridas que atraem bem-te-vis e sabiás.

Num olhar mais atento, percebe-se o verde refletido das margens dos córregos que cortam os bairros. Araras-canindés e vermelhas, sempre acompanhadas formam casais inseparáveis e apaixonam à primeira vista.

Aqui, os tucanos têm liberdade para voar e pousar em qualquer árvore, tudo lhe é permitido e o cuidado com o meio ambiente ainda tem vez. O apito do trem desperta da quietude o tuiuiú, que parece admirar o assovio e a fumaça, enquanto as belezas das fazendas revelam as riquezas do campo.

As cheias do Pantanal dão um ar de graça e paz: é a natureza irradiando vida, enquanto o gado rústico acompanha o ciclo das águas, resiste e procria. Encantam os joões-de-barro que constroem os seus belos ninhos em árvores e mourões, em verdadeiros e divinos espaços da criação.

A chuva também trouxe lembranças de momentos inesquecíveis. A terra morena e molhada deixou um clima agradável e propício ao amor. Ame a natureza e respeite a vida. De mãos dadas podemos construir um mundo cada vez melhor, pois as próximas gerações poderão nos agradecer. Faça a sua parte, você é o elo fundamental dessa história. 
 Disponível no site Enseada dos Pensamentos